• 22 de Setembro de 2020
  • Comentário(s)

  • 14 de Setembro de 2020
  • Comentário(s)

  • 08 de Setembro de 2020
  • Comentário(s)

Síndico de condomínio: Como melhorar sua gestão

Se você nos acompanha aqui no blog, sabe que já falamos em artigos anteriores sobre a importância da figura do síndico de condomínio e o quanto ele é fundamental para manter a ordem e o bem estar geral do ambiente, sendo o detentor de inúmeras responsabilidades.

Sua figura se torna ainda mais importante e indispensável quando se fala em uma boa gestão de condomínio. Afinal, ele é o líder de um grupo de pessoas, e deve saber agir de forma condizente a este cargo. 

Por isso, cada vez mais pessoas que assumem este posto têm buscado por cursos que possibilitam uma melhor qualificação para desempenhar a função. Dentre eles estão os de gestão de negócios e de pessoas, além do curso de inteligência emocional.

Em suma, ele deve desenvolver habilidades inerentes a função de síndico, tais como: administração, organização financeira, planejamento estratégico, relações públicas, entre outras. 

O síndico de condomínio deve, ainda, ter uma boa capacidade de comunicação, ser imparcial e ao mesmo tempo ter empatia, ou seja, saber agir com inteligência emocional diante dos conflitos que lhes serão apresentadas.

É fácil perceber como o síndico de condomínio deve ser dotado de competências e habilidades para uma gestão eficiente. No entanto, existem ainda algumas boas práticas que podem elevar o patamar da administração condominial. Confira a seguir.

  1. ORGANIZAÇÃO E TRANSPARÊNCIA 

Um bom gestor mantém tudo em ordem e otimiza ambientes, tornando-os mais eficientes, rentáveis e sustentáveis. Isso é válido para as grandes e pequenas empresas, indústrias e também para os condomínios.

Isso porque gerir um condomínio não é tão simples como parece. Assim, é necessário que o síndico se utilize de sistemas de gestão, planilhas, agenda, arquivos (para notas, recibos, etc), fundo de reserva, ferramentas de planejamento, entre outros. 

Nessa parte, ainda podemos fazer referência à transparência, tanto com a parte de organização como financeira. Um bom síndico de condomínio deve ser transparente com a prestação de contas, mantendo um controle efetivo de todas as receitas e despesas

Assim, caso algo não saia como planejado ele saberá organizar as coisas de forma calma e eficaz.

  1. COMUNICAÇÃO ASSERTIVA

O síndico deve possuir uma boa capacidade de comunicação. Afinal, ele estará em contato com várias pessoas, moradores, funcionários, prestadores de serviços, e deve saber lidar com personalidades diferentes.

Ainda se tratando de comunicação, deve-se mencionar que ela pode ocorrer de diferentes maneiras, como pessoal, via e-mail, contato telefônico, redes sociais e/ou aplicativos, devendo ser eficiente e clara em todas elas. 

Uma dica valiosa é lançar mão dos recursos tecnológicos para auxiliar no dia a dia do síndico de condomínio e melhorar a gestão. 

São exemplos o uso do Telegram, Whatsapp ou até mesmo grupos fechados no Facebook, onde o profissional poderá divulgar incentivar e dar dicas para o bom convívio entre moradores, as regras, dentre outros. Por outro lado, redes sociais e aplicativos não são meios de comunicação oficiais, logo, tratar sobre assembleias, cobranças e outros assuntos que exigem seriedade não é recomendado. 

A alternativa inusitada pode chamar atenção e usar a comunicação a seu favor, de forma interativa e divertida, fazendo com que todos os condôminos participem e se atualizem com as notícias do condomínio.



sindico-de-condominio

  1. MEDIADOR DE CONFLITOS 

Sabemos que conviver em sociedade nem sempre é fácil e onde há um aglomerado de pessoas, sempre haverá algum tipo de conflito. 

Neste caso, cabe ao síndico de condomínio intervir e tentar sanar os problemas da melhor forma possível para ambas as partes, e sem deixar que as coisas tomem proporções maiores e muitas vezes graves. 

Portanto, o síndico deve ser empático e imparcial, agindo na hora certa e da forma adequada para cada ocasião, intervindo e atuando como o mediador de conflito de interesses. O mesmo serve para os casos de inadimplência, um problema comum e urgente entre condomínios. 

  1. APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL 

Não basta ter boa vontade para ser síndico de condomínio. Muitas vezes a boa intenção sem a devida qualificação pode trazer mais prejuízos ao condomínio, principalmente no aspecto financeiro.

Deste modo, outra dica importante é investir em aperfeiçoamento profissional. Encare a função de síndico como uma verdadeira profissão mesmo, fazendo cursos de gestão empresarial e de pessoas, gestão financeira, dentre outros e se qualifique para desempenhar seu cargo e fazer a melhor gestão possível para o condomínio.

Hoje em dia é possível encontrar vários destes cursos pela internet e fazê-los online, muitas vezes gratuitamente. O importante é adquirir o conhecimento e colocá-lo em prática, melhorando a gestão do condomínio

Conclusão

Gerir um condomínio é uma tarefa complexa e que envolve diversos fatores. Assim, um bom gestor pode fazer toda a diferença, trazendo melhorias e benfeitorias para o local, além de evitar os prejuízos de uma gestão ineficiente. 

A Casa Administradora oferece soluções completas e inovadoras para condomínios residenciais e comerciais, melhorando a gestão como um todo e auxiliando a rotina do síndico de condomínio. Se você precisa de mais controle, transparência, consultoria financeira e jurídica, gestão de inadimplentes, backup de documentos ou outras soluções, entre em contato com os especialistas da Casa Administradora


Comentários