• 22 de Setembro de 2020
  • Comentário(s)

  • 14 de Setembro de 2020
  • Comentário(s)

  • 08 de Setembro de 2020
  • Comentário(s)

Lixeira de condomínio: como fazer a reciclagem

Um assunto bastante importante para levar em conta nos condomínios é a respeito da coleta seletiva. Com uma maior preocupação ambiental atualmente, essa é uma das maneiras mais simples de cooperar e organizar seu condomínio. A lixeira de condomínio deve ser organizada e auxiliar para que o processo seja mais prático e fácil para quem for realizar o trabalho.

Vale lembrar que, além de ajudar o meio ambiente, a reciclagem pode trazer benefícios para o condomínio e uma geração de renda. Por ser uma prática simples e importante, é fundamental sua inclusão nos condomínios.

Nessa publicação, falaremos um pouco de como o condomínio deve se organizar com relação a reciclagem e, também, como possibilitar uma lixeira de condomínio eficiente e prática.

Como iniciar a reciclagem no condomínio?

Para iniciar a implementação do processo de retirada do lixo reciclável do seu condomínio, primeiramente você deve expor todos os pontos positivos para os moradores, argumentar a respeito dos benefícios ao meio ambiente, e as inúmeras possibilidades de ajudar o próximo. Deve-se observar que, através da coleta seletiva, o condomínio pode estar ajudando alguma cooperativa e gerando renda para si próprio, vendendo esses materiais.

Após realizar uma conversa com os funcionários e os condôminos, devemos ir para a parte prática da reciclagem, no qual vai necessitar da cooperação e organização de todos.

Planejar as primeiras ações para reciclagem

Para iniciar o projeto, deve-se escolher uma boa área para disponibilizar as lixeiras de coleta, todas bem demarcadas com as cores específicas de cada material, e sempre pedir a colaboração dos condôminos para disponibilizar o material limpo, ajudando na separação.

Com as lixeiras de coleta no lugar correto, organize um pequeno grupo voluntário para ajudar na fiscalização da coleta. É recomendado que, caso não haja coleta seletiva realizada pela prefeitura na cidade, vale a pena buscar parcerias com cooperativas e organizações, para uma coleta dos recicláveis periodicamente, evitando a lotação das lixeiras.

Mesmo alertando os condôminos da importância de limpar o material inicialmente, antes de depositar nas lixeiras, é recomendado que as mesmas contenham tampa e fiquem em um espaço distante da passagem dos moradores.

lixeira-de-condominio

Como vender esses produtos?

Para tornar uma lixeira de condomínio rentável, o seu lixo reciclável pode ser um excelente negócio. Em condomínios grandes, no qual a geração de lixo é alta, vale a pena disponibilizar um único funcionário para realizar esse processo.

Esse funcionário realizará a parte de separação dos materias, já inicialmente separados nas lixeiras de coleta. Os materias como papel, plástico, vidro e metais, podem ser embalados em grandes sacos e levados para algum lugar de venda.

O dinheiro gerado, além de pagar esse funcionário, pode ser revertido em melhorias para o condomínio.

Cuidados com a lixeira de condomínio

Lembramos que, é fundamental tomar cuidado com alguns aspectos da reciclagem, para evitar futuros problemas com os condôminos. Realizar a limpeza dos produtos e fica atento com a lotação das lixeiras é função obrigatória do condomínio, podendo evitar a geração de odores ruins e sobrecarregar o local de descarte.

Esses acontecimentos são bem rotineiros e podem acontecer a qualquer momento, criando um descontentamento por parte dos condôminos.

Considerações finais 

Como observamos, a reciclagem em condomínios é bastante interessante de ser realizada e pode ajudar o meio ambiente. Essas pequenas ações, além de gerar renda e ajudar o meio ambiente, podem trazer benefícios financeiros aos condomínios.

Ressaltamos que, deve-se conversar com os condôminos inicialmente e apresentar todos os benefícios dessa prática, favorecendo uma boa convivência. Com tudo organizado e preparado para funcionar corretamente, os resultados são sempre positivos e a natureza agradece.


Comentários