• 29 de Março de 2021
  • Comentário(s)

  • 23 de Março de 2021
  • Comentário(s)

Quanto custa um síndico profissional? Saiba mais sobre o assunto

Atualmente, é bastante comum a contratação de síndicos profissionais em diversos condomínios, visto que o trabalho começou a aumentar bastante e demandar de pessoas capacitadas para a função. Não é errado termos aquela visão de um síndico ser um morador idoso do prédio, que vive o dia todo andando pelos corredores, conversando com os moradores, entre outas coisas.

Porém, o síndico profissional ganhou espaço atualmente, sendo um profissional que não vive no condomínio e que busca ser o mais profissional possível. Geralmente, encontramos esse tipo de profissional em grandes condomínios, que demandam bastante trabalho e experiência profissional. Porém, fica sempre a pergunta de quanto um síndico profissional cobra de seu serviço, sendo necessário bastante estudo no caso.

Nesse artigo, falaremos um pouco de quanto custa um síndico profissional para os condomínios e sua grande importância nos dias de hoje.

Quais as características de um síndico profissional?

Muito visado em grandes condomínios, o síndico profissional passa uma maior tranquilidade e confiança para os moradores, sendo bastante imparcial em suas decisões. Por não ter muita convivência com os moradores, busca soluções para os problemas sem olhar para o lado A ou lado B. Além disso, a maioria dos síndicos profissionais contém formação e experiência em gestão e legislação.

Um ponto bastante importante de destacar é a respeito da presença do síndico profissional no condomínio. Diferente do síndico morador, aquele mais tradicional, o síndico profissional não é tão presente no dia a dia do condomínio e sim nos momentos solicitados ou agendados. Desse modo, busca ser sempre objetivo e se basear na legislação para resolver tudo.

Sendo assim, é bastante válido o debate em condomínios grandes para a contratação de um síndico desse porte, bastante capacitado. Vale lembrar que, de acordo com o artigo 1.347 do Código Civil, fica claro que a assembleia pode escolher um síndico não morador para o condomínio, sendo necessário o consenso dos moradores para a ocasião.

sindico_profissional

Sendo assim, quanto realmente custa um síndico profissional?

Como é uma profissão que requer bastante capacidade de gestão e comunicação com pessoas, é necessário bastante experiência por parte do profissional. Salientamos que não é necessária formação e não é uma profissão regulamentada, para que tenha um piso salarial. Nesses casos, os síndicos profissionais são autônomos e geralmente abrem pequenas empresas para receber.

Em relação a valores, é bastante comum se cobrar de acordo com o tamanho do condomínio, o trabalho exigido e o tempo de trabalho mensal. A média varia entre 2 e 3 mil reais mensais, sendo que o profissional faz a gestão de cerca de 50 a 60 unidades de moradias. Para condomínios maiores, com várias torres residenciais, o valor é mais alto, podendo chegar até 5 mil reais mensais.

Salientamos que, mesmo o valor sendo alto e exigindo mais orçamento por parte do condomínio, é realmente muito importante a presença de um e acaba valendo a pena, pois através dele, os problemas e uma gestão eficiente conseguem solucionar problemas ainda maiores.

Como contratar um síndico profissional?

Sempre recomendamos aos condomínios realizar uma espécie de captação de propostas, para posterior avaliação e análise. Em muitos lugares, acabam ocorrendo votações para a escolha desse profissional, que na maioria das vezes, é escolhido o profissional pelo valor mais baixo.

É importante lembrar que, as vezes o barato sai caro. Um síndico profissional deve ter experiência e vivência com gestão, trazendo o melhor para o condomínio, tanto nos dias atuais como no futuro. Para que tudo ocorra bem, leve em consideração os mais variados aspectos para a escolha de um profissional, para que os frutos possam ser colhidos da melhor forma.


Comentários