• 24 de Maio de 2021
  • Comentário(s)

  • 24 de Maio de 2021
  • Comentário(s)

Manutenção na parte elétrica do condomínio

Um dos assuntos que deve ser levado bastante a sério em um condomínio, é a respeito da manutenção na parte elétrica. Uma das áreas mais críticas e fundamentais para um bom funcionamento do espaço, ter atenção nesse assunto é importante.

A parte elétrica do condomínio pode envolver diversos setores, desde elevadores, energia para as residências, iluminação na área de lazer, entre outras coisas. Qualquer tipo de problema envolvendo essa questão, pode trazer sérios riscos aos condomínios e funcionários. É bastante comum incêndios causados por falta de manutenção, sistemas antigos, equipamentos com defeitos, entre outros fatores.

Nesse artigo, falaremos de modo geral sobre a manutenção na parte elétrica do condomínio, desde os principios básicos até os mais avanços, sempre lembrando que esse tema é de suma importância.

Quem é responsável pela manutenção na parte elétrica do condomínio?

A responsabilidade a respeito da manutenção na parte elétrica do condomínio é do síndico do local. É dever dele observar toda a parte elétrica do local, realizando verificações com especialistas, observar vida útil de alguns equipamentos e, acima de tudo, contar com a colaboração dos condôminos para qualquer observância de problemas no local.

Sendo assim, realizar um procedimento periódico, que cheque toda a instalação elétrica, equipamentos e fiações, cabe ao síndico se programar. Em problemas que ocorrem dentro de apartamentos, é necessário realizar a checagem e observar de onde surgiu o problema e o motivo que ocasionou.

Qual o modo correto de fazer a manutenção na parte elétrica?

Para facilitar o trabalho, é recomendado que o síndico faça uma lista das principais questões a serem avaliadas e observadas em uma manutenção dessa área no condomínio. Com essa lista feita, recomendamos a contratação de um profissional capacitado para observar todos esses pontos que podem surgir a dar problemas.

Essa lista deve englobar caixas de distribuição de energia, qualidade dos fios, possíveis sobrecargas no sistema, entre outros fatores. Através dessa lista, é possível minimizar os perigos e os problemas futuros.

Vale lembrar que, a manutenção na parte elétrica do condômino é muito importante para a própria segurança dos moradores, sendo possível evitar acidentes gravíssimos, como choques, curtos circuitos e incêndios.

manutencao_na_parte_eletrica

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva surgiu com o objetivo de auxiliar e ajudar os diversos setores a terem mais controle de seus equipamentos e de suas redes. Através dela, é possível reconhecer problemas antes que eles aconteçam, diminuindo os custos e melhorando todo o ambiente.

Destacamos que, colocar a manutenção preventiva na rotina de um condomínio, é sinônimo de economia e boa gestão. Com o profissional eletricista capacitado a realizar esse trabalho, é sempre bom anotar e realizar as trocas assim que possível, pois com o passar do tempo, os problemas podem aumentar e ficarem mais caros.

Sempre é importante relatar e demonstrar tudo o que foi feita nas manutenções preventivas, desde trocas ou simples avaliações. Esses relatórios passam segurança e confiança para os condôminos, demonstrando uma boa gestão e um cuidado com a infraestrutura do local.

Benefícios de realizar a manutenção da parte elétrica do condomínio

Vale lembrar que, quando é realizada a manutenção em algum setor do condomínio, você deve considerar isso como um excelente ponto positivo. A manutenção elétrica consegue trazer economia nas finanças e mais segurança para o ambiente.

Com equipamentos e fiações novos, você deve ter certeza que as contas de energias virão mais baratas, favorecendo a economia do condomínio e o bolso de todo mundo. Outro ponto a destacar é que, com a manutenção nessa área, é possível avaliar e trocar equipamentos que poderiam acarretar problemas futuro, comprometendo a energia dos apartamentos e, consequentemente, um número enorme de reclamações.

Comentários