• 11 de Dezembro de 2019
  • Comentário(s)

Regras de convivência no condomínio: Vejam nossas orientações

As regras de convivência no condomínio são indispensáveis para que todos possam viver bem em suas unidades e com seus vizinhos. Apesar de serem normas simples, muitos tem dificuldades de respeitá-las ou não entendem a importância delas até que sofram alguma situação incômoda.

Por isso, elaboramos este artigo com as regras de condomínio que são essenciais para a boa convivência em um espaço como este. Afinal, elas servem para todos, a fim de que o ambiente seja o mais tranquilo e harmônico possível! Confira nossas dicas!

Regras gerais

Primeiramente, vamos falar daquelas regras que são mais gerais, isto é, que abrangem as unidades condominiais e o conforto dos condôminos.

Um dos maiores problemas enfrentados por quem vive em condomínios é o barulho, é indiscutível que ele atrapalha o sono de muitos e pode incomodar todo um prédio.

Desse modo, para viver bem com seu vizinho em relação a isso, lembre-se de não andar com sapatos de salto alto dentro de casa; faça festas ou comemorações apenas até às 22h e, mesmo assim, utilizando do bom-senso; evite brigas e conversas altas; caso seja necessária alguma intervenção com furadeira ou martelo, por exemplo, opte por horários comerciais e faça isso rapidamente.

Em situações que o seu vizinho esteja incomodando com brigas, ligue para a portaria e informe o que está acontecendo. Já se um animal de estimação estiver fazendo muito barulho, procure saber educadamente com o dono o porquê, afinal, ele pode nem mesmo saber que o bichinho provoca tantos ruídos por estar fora de casa.

Além disso, há algumas regras de convivência no condomínio que são voltadas a educação de cada um. Tratar os funcionários e vizinhos com respeito e ter senso é essencial se você quer conviver bem com os condôminos.

Regras nas áreas de lazer

Para que as áreas comuns sejam preservadas e bem utilizadas, é necessário seguir as regras impostas pelo condomínio. Veja alguns exemplos!

Churrasqueira e Salão de festas:

  • deixar a listas de convidados com o síndico ou porteiro;

  • orientar as crianças sobre o barulho;

  • abaixar o volume após às 22h;

  • não danificar os móveis/aparelhos do espaço;

  • entregar o salão limpo, com o lixo devidamente acondicionado;

  • respeitar o limite de pessoas que o ambiente comporta.

Sauna e piscina:

  • não levar som para as áreas de piscina e sauna;

  • não levar o animal de estimação para passear nesses ambientes;

  • não se alimentar dentro desses locais;

  • não circular pelo condomínio com trajes de banho;

  • não utilizar produtos de higiene pessoal nesses ambientes, como cremes de depilação, hidratantes, descolorantes, etc;

  • ter respeito ao pudor.  

Regras da garagem

Outro espaço que exige atenção especial dos condôminos é o uso da garagem. Já abordamos em nosso blog como os problemas com as vagas de garagem podem ser evitados.

Basicamente, é preciso se atentar ao direito à vaga de cada morador, respeitar o espaço que lhe foi cedido, não usar a garagem para guardar entulhos e não bloquear a entrada/saída dos outros também.

Regras em assembleias

As assembleias são momentos onde decisões importantes são tomadas para o condomínio. Por isso, o síndico deve orientar os moradores a:

  • desligarem os celulares;

  • não conversarem durante a reunião;

  • discutir apenas itens propostos anteriormente na pauta;

  • pedir para que a comunicação seja respeitosa e sem conflitos, pois todos têm o direito de se expressar desde que seja com respeito.

Como você pôde perceber essas regras de convivência no condomínio estão muito relacionadas a educação de cada um. Dessa forma, se todos souberem seus limites e respeitarem os condôminos e funcionários, o condomínio se tornará um lugar mais tranquilo para viver.

Este conteúdo foi útil para você? Que tal conhecer um pouco mais o assunto lendo este texto sobre mediação de conflitos? Clique e confira!

Comentários