Conheça as regras para fazer reforma de apartamento


Quem mora em condomínio ou faz a gestão de um, deve saber que antes de fazer uma reforma de apartamento é preciso consultar as regras, tanto da ABNT, quanto do espaço. Por isso, o síndico também deve conhecer todas elas a fim de melhor orientar os condôminos e evitar problemas.

 

Para facilitar este processo, neste artigo, vamos abordar as principais regras para realizar obras nas unidades do condomínio. Acompanhe!

Normas para o proprietário

O principal responsável pela reforma de apartamento é o próprio dono dele. Afinal, com qualquer erro ou descumprimento de normas ele deve ser punido, seja com advertência ou multa.

 

Sendo assim, é importante que o morador seja bem orientado sobre as regras que deve seguir. A primeira delas é a mais importante prevista na ABNT e que deve constar no regimento interno de todo condomínio é a proibição de fazer reformas que alterem a fachada do condomínio ou estruturas de sua edificação.

 

Além disso, o passo anterior a qualquer reformar é comunicar ao síndico que haverá uma obra no apartamento, sendo que esta deve ser feita sempre em horário comercial de segunda a sexta-feira para gerar menos incômodos aos outros condôminos.

 

O proprietário deve também apresentar o plano de reforma para o síndico, relatar o tempo previsto para finalização da obra e depois fazer um relatório com todas as mudanças necessárias.

 

É importante também que o morador fique atento ao barulho. Obviamente, os ruídos podem acontecer, mas o responsável pela obra precisa ter bom senso e seguir as regras de convivência.

Normas para o profissional responsável pela obra

O profissional responsável pela obra também tem seu papel na hora de reformar um apartamento. O engenheiro ou arquiteto deve elaborar o plano de reforma descrevendo:

  • sistemas que serão afetados pela reforma (hidráulico, elétrico, etc);
  • materiais a serem utilizados, onde serão armazenados e como os resíduos serão descartados;
  • horários de expediente;
  • nome e dados de identificação dos profissionais que vão trabalhar na obra;
  • identificação de atividades que vão gerar ruído e qual a previsão para que elas aconteçam.

Qualquer alteração no plano de reforma deve ser descrita e repassada ao síndico pelo condômino.

Normas para o síndico  

Quando há reforma de apartamento no condomínio, o síndico deve fazer de tudo para garantir a ordem. Por isso, ele deve analisar o plano de reforma, considerando tudo o que será feito e se preciso deve encaminhá-lo para um técnico.

 

Além disso, ele deve autorizar ou barrar a reforma conforme o plano apresentado. É dever do síndico também liberar a entrada dos prestadores de serviço e de materiais apenas nos horários e dias combinados para garantir a segurança do condomínio.

 

Por fim, é interessante que o síndico faça um comunicado para os moradores do bloco onde vai acontecer a reforma. Neste, deve constar o número do apartamento em obras, os horários e qual a previsão de término. Assim, os incômodos serão menores.

 

Seguir as regras para reforma de apartamento é uma maneira de garantir a segurança da edificação, dos moradores e ainda de evitar problemas de convivência no condomínio.

O que achou deste conteúdo? Se gostou, leia também este outro artigo do blog em que falamos sobre como fazer um planejamento de obras no condomínio!

 

Comentários