• 13 de Dezembro de 2019
  • Comentário(s)

Afinal, qual é o papel da administradora de condomínio?

 

 

Qual é a diferença entre síndico e administradora? 

Grande parte das pessoas costuma confundir o papel da administradora de condomínio e do síndico. Por isso, é fundamental explicar quais são as principais diferenças entre a empresa e o profissional. 


Na prática, a administradora de condomínio não substitui o trabalho do síndico. Pelo contrário, eles usam as suas habilidades e conhecimentos para formar uma grande equipe. 


Nesse cenário, o síndico não atua mais como como gestor direto. Agora, ele assume posições simultâneas de supervisor e chefe. Uma das suas tarefas é verificar se todas as funções da administradora foram executadas com agilidade e eficiência. Aqui, é importante verificar se elas seguem a legislação, as normas internas do condomínio e o contrato. 


A participação de uma administradora envolvente é muito importante pois, o síndico consegue dar atenção para outras tarefas. Ele tem mais tempo disponível para sugerir melhorias e estratégias para reduzir o valor das taxas condominiais. 


É fundamental deixar claro que a administrador não é responsável por definir questões importantes do condomínio, de acordo com o Art. 1348 do Código Civil. O síndico é o tomador de decisão e pode responder na área civil e criminal por situações irregulares na gestão. 


Ou seja: em condomínios com má gestão, o primeiro a responder judicialmente é o síndico. Depois, a responsabilidade civil é da administradora. 

Qual é o papel de uma administradora de condomínio? 

O papel da administradora é ajudar o síndico a cumprir as suas tarefas de forma clara, ágil e eficiente. Ela pode ajudá-lo de diversas maneiras: confecção da folha de pagamento para os colaboradores; emitir boletos pagamentos referentes a taxa condominial; organizar todas as pastas de prestação de contas e criar demonstrativos com as receitas e despesas do condomínio. 


A administradora também consegue fazer uma assessoria completa sobre as assembleias de condomínio. Dessa forma, o síndico estará mais preparado para os desafios desse evento tão importante. 


Além disso, a empresa pode administrar outros pontos que também são de responsabilidade do síndico. 


  • Encargos previdenciários mensais; 

  • Fundo de reserva e de obras;

  • Contas ordinárias.  


A empresa também aconselha o síndico nas dúvidas legislativas de cada setor, entre as quais: administrativo, financeiro e trabalhista. 

Quais são as funções das administradoras de condomínio? 

As administradoras de condomínio também ajudam nas funções do condomínio que denominamos de secundárias. Elas não aparecem com frequência, mas podem dar muito trabalho ao chegarem no prédio. 


Um dos exemplos dessas tarefas é a cobrança de advertências e multas. Na parte de documentos, a empresa pode auxiliar não só na convenção, mas também no regime interno do condomínio e na emissão de circulares.


Por fim, a administradora mostra ainda os melhores caminhos para lidar com as solicitações e questionamentos dos condôminos. Diariamente, recebemos várias reclamações e, em alguns casos, é complicado gerenciar o conflito. Então, a empresa usa os seus profissionais qualificados para fazer com que as coisas fiquem mais fáceis. 

Funções secundárias 

As administradoras aproveitam a parceria para ajudar o síndico a ganhar mais tempo em situações fáceis e que demandam muita disponibilidade. 


Dentre as situações mais comuns, pode-se abordar o cadastro de condôminos; pesquisa de orçamento; recrutamento e seleção dos colaboradores e a entrega de alguns tributos. 

Como a tecnologia pode ajudar administrador e síndico? 

Uma boa gestão de síndico é aquela que une comodidade, inovação e eficiência. Não adianta ter o apoio de uma administradora se ela não tem um bom sistema com as principais informações que impactam em sua rotina. 


Sem dúvidas, a tecnologia é essencial para quem trabalha como síndico. Sendo assim, busque administradoras que tenham um software ou um aplicativo para facilitar o seu dia a dia. 


A Casa é uma das empresas que apostam em uma tecnologia de qualidade. Para se ter uma ideia, os moradores dos condomínios têm acesso a diversos serviços. 


  • 2ª via de boletos; 

  • consulta de débitos;

  • reserva de espaços coletivos 

  • registro de ocorrências;

  • votação online;

  • sistema de carona; 

  • comunicados; 

  • controle de acessos e encomendas. 


O papel de uma administradora de condomínio é melhorar a relação entre as pessoas e deixar mais simples os processos para o síndico. No mercado, existem diversas opções disponíveis. No entanto, dê preferências para aquelas que buscam conhecer de perto as necessidades do condomínio e dos moradores. 


E você, quer conhecer uma administradora que atenda todas essas características e ainda tem um aplicativo que facilita as suas tarefas? Então, acesse o site e descubra como ter resultados melhores a partir de hoje. 


Comentários