• 02 de Julho de 2020
  • Comentário(s)

  • 25 de Junho de 2020
  • Comentário(s)

Afinal, é obrigatório fazer contabilidade em condomínio?

Essa é uma das dúvidas mais comuns entre os síndicos. Pensando nisso, vamos esclarecer todos os detalhes neste artigo para que você não sofra problemas com a lei.

Além disso, vamos explicar quais são os benefícios da contabilidade no condomínio e porque um profissional terceirizado pode ser a melhor escolha para a sua rotina.

Quer descobrir essas e outras informações sobre a contabilidade em condomínio?

Então, continue lendo este artigo agora mesmo! Vamos lá?

É obrigatório fazer a contabilidade em condomínio?

A prestação de contas em assembleia é obrigatória em qualquer condomínio. Por isso, todo síndico deve ter um conhecimento mínimo sobre os termos da legislação e as suas regras.

Um balancete não pode ser feito de qualquer forma. É necessário ter em mãos alguns documentos que são obrigatório.

Se o síndico não efetuar a prestação de contas corretamente, ele pode ser processado pelos moradores do condomínio. Uma possível falha também pode ser identificada por uma auditoria.

Portanto, a sua documentação precisa estar em dia, pois um condômino tem o direito de solicitá-la a qualquer momento.

Os documentos mais exigidos para prestar contas de um condomínio são: prestação de contas mensal e anual (Demonstrações Contábeis); elaboração realista dos orçamentos; guias de Recolhimento de INSS, FGTS, ISS, DARF do IRRF, DARF do PIS e boletos bancários das taxas de condomínio, normais e extras.

A lista termina com o controle de obrigações trabalhistas: livro próprio para registro de empregado, rescisões de contrato, atualização da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Quais são os benefícios da contabilidade em condomínio?

A contabilidade é muito importante para um condomínio. Ela mostra aos moradores que o capital está sendo utilizado de forma correta, ou seja, para atender as necessidades do prédio.

Outro ponto positivo é que uma boa contabilidade ajuda a diminuir reduções fiscais, trazendo mais economia para o condomínio.

Isso é muito importante, pois terá mais dinheiro disponível no caixa para realizar outras demandas urgentes no local.

Um condomínio não é obrigado a contratar um contador. No entanto, a falta de um bom profissional impacta diretamente na qualidade do documento contábil, deixando os moradores insatisfeitos com o cenário econômico, patrimonial e financeiro.

O síndico pode até ser um especialista na área contábil. Porém, o material não será produzido da mesma forma que um contador.

Sendo assim, indicamos a contratação de um profissional para que ele possa fornecer a segurança e qualidade que os moradores buscam durante o processo.

contabilidade-em-condomínio

Como funciona o trabalho de um contador terceirizado?

Engane-se quem pensa que o contador terceirizado traz prejuízos para o síndico. Pelo contrário, ele tem conhecimento e ferramentas adequadas para deixar o processo mais simples do que parece.

O profissional ou a administradora contratada não terá um papel autoritário. Você poderá executar suas atividades normalmente.

A principal diferença é que agora o condomínio tem um apoio de profissionais que saibam como lidar com diferentes situações referentes a contabilidade.

É fundamental deixar claro que a contratação de um contador ou de uma administradora não pode ser feita da noite para o dia. A decisão deverá ser aprovada pelos moradores em uma assembleia.

Se a maioria dos condôminos aprovar a terceirização, a contabilidade será de responsabilidade do profissional. A contabilidade terceirizada segue a mesma legislação que todas as empresas sem fins lucrativos.

Por meio da escrituração contábil, todas as documentações e os processos feitos no condomínio são avaliados pelo contador. Esse tipo de atitude traz mais credibilidade para o trabalho, uma vez que as chances de fraudes e erros ficam reduzidas com a averiguação.

Para se ter uma ideia, ele confere como está o pagamento dos fornecedores, se existe omissão de recolhimento de guias de tributos e toda documentação que pode estar fora da lei.

Outra vantagem da terceirização é que todos os materiais contábeis serão assinados pelo profissional terceirizado, que tem habilitação do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) da sua cidade.

No Brasil, não há regras específicas para a contabilidade do condomínio. Portanto, você deve seguir as normas que são utilizados por outras entidades. A contabilidade no condomínio não é um processo fácil. É necessário saber, pelo menos, as principais informações sobre as regras. Dessa forma, evitará problemas na justiça.

A melhor saída é optar pela terceirização. Além de você ter um especialista no assunto para cuidar de todo o processo, terá mais tempo para executar outras atividades do condomínio.

Em Belo Horizonte, existem diversas administradoras de condomínio que executam esse trabalho. A Casa é uma das referências quando o assunto é contabilidade no condomínio.

Agora que você já sabe porque é a contabilidade em condomínio é importante, como funciona, e quais são os impactos da terceirização, visite o nosso site e conheça mais informações sobre o trabalho.

Na página, você pode entrar em contato diretamente com os profissionais para tirar todas as dúvidas sobre contabilidade em condomínio e outros assuntos que influenciam em sua carreira e na rotina do prédio. 


Comentários